UE aprova por unanimidade acordo sobre o "Brexit"

Chefes do Estado e do governo dos 28 chegaram a acordo sobre o pacote de reformas que permitirá ao primeiro-ministro britânico David Cameron defender a permanência do Reino Unido na UE.

"Acordo. Apoio unânime ao novo enquadramento para o Reino Unido na UE", escreveu o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, na sua conta de Twitter, cerca de uma hora e meia depois de ter começado o jantar entre os chefes do Estado e do governo dos 28.

"Acordo sobre Reino Unido na UE pronto. Acabou o drama", escreveu, também no Twitter, a presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaite, enquanto o primeiro-ministro da República Checa, Bohuslav Sobotka, descreveu o acordo como "um compromisso decente" na mesma rede social.

A análise da denominada questão 'Brexit' começou no primeiro dia de cimeira, que termina hoje, em Bruxelas.

Depois do final oficial dos trabalhos já na madrugada de sexta-feira, multiplicaram-se encontros bilaterais.

A partir das 11:00 de hoje recomeçaram as reuniões, com os trabalhos a serem interrompidos durante a tarde para recomeçarem ao jantar.

Nesta cimeira, apelidada por Tusk como "vai ou racha", está sem hora marcada para terminar e com desfecho muito incerto.

Em cima da mesa na cimeira, que foi apelidada por Tusk como "vai ou racha", estiveram quatro: competitividade, governação da zona euro, benefícios sociais e soberania nacional.

Num esboço de conclusões da cimeira de chefes de Estado e do Governo surgem alterações nos abonos de família, a criação de um "mecanismo de alerta e salvaguarda" para "responder às situações de chegada de trabalhadores de outro Estado membro com uma magnitude excecional por um longo período de tempo".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG