Cameron e Trump: Parece que não vão ser amigos

O pré-candidato republicano às presidenciais dos EUA respondeu ao primeiro-ministro britânico

A troca de galhardetes continua entre Donald Trump, David Cameron e agora também o presidente de Londres, Sadiq Khan. Numa entrevista emitida esta manhã no programa Good Morning Britain, da ITV, o pré-candidato republicano às presidenciais norte-americanos respondeu aos comentários antes feitos pelos britânicos.

"Parece que não vamos ter uma boa relação", afirmou Donald Trump, quando confrontado com os comentários de David Cameron, que, ainda no ano passado, dissera que as ideias defendidas pelo pré-candidato eram "divisionistas, estúpidas e erradas". Na época o primeiro-ministro britânico falava da intenção de Trump de proibir a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos.

"Eu espero ter um bom relacionamento com ele, mas parece que ele não está disposto a resolver o problema", reagiu agora Donald Trump, garantindo não ser anti-muçulmano, mas sim anti-terrorismo e defendendo que o problema é real e que é necessário discuti-lo.

Entretanto, através de um porta-voz, David Cameron já reafirmou o que dissera: "O primeiro-ministro foi muito claro acerca do que achou das declarações de Donald Trump. Ele discorda delas. Ele continua a acreditar que proibir os muçulmanos de entrar nos Estados Unidos é divisionista, estúpido e errado. Ele mantém os seus comentários".

Trump criticou ainda os comentários que considerou "muito rudes", de Sadiq Khan, o novo presidente de Londres, um muçulmano. Aquando da vitória deste muçulmano nas eleições, o pré-candidato republicano a presidente dos EUA afirmou estar disponível para abrir uma exceção ao autarca no que dizia respeito à intenção de proibir a entrada de muçulmanos no país. Em resposta, Sadiq Khan rejeitou essa oferta e acusou Trump de ter uma visão "ignorante".

Agora, o magnata do imobiliário que quer ser o sucessor de Barack Obama disse-se "ofendido" e aconselhou Sadiq a fazer um teste de QI. A rematar, pediu ao jornalista que desse um recado ao autarca: "Diga-lhe que me lembrarei dessas declarações".

Exclusivos