Trump coloca Coreia do Norte na lista de países patrocinadores do terrorismo

País já esteve nesta lista mas foi dela retirado em 2008

Os Estados Unidos vão voltar a incluir a Coreia do Norte na lista de países que apoiam o terrorismo. O anúncio foi feito esta segunda-feira pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

A Coreia do Norte já estivera naquela lista mas foi dela retirado em 2008, pelo presidente George W. Bush, num ato que visava reduzir a tensão no relacionamento entre os dois países.

Esta segunda-feira, em reunião do seu gabinete, Trump justificou a decisão com o assassinato, em fevereiro, no aeroporto de Kuala Lumpur, de Kim Jong-nan, meio-irmão do líder norte-coreano, Kim Jung-un.

O homicídio, realizado com a utilização de um químico mortal, foi cometido por ordem de Kim Jung-un.

Donald Trump, segundo as agências internacionais, também deu o exemplo da morte do estudante norte-americano Otto Warmbier, que foi detido na Coreia do Norte em 2015. O homem foi devolvido aos Estados Unidos recentemente, em estado de coma, tendo morrido poucos dias depois.

A decisão de repor o país mais fechado do mundo na lista de apoiantes ao terrorismo, foi classificada por Trump como algo que "deveria ter sido feito já há muito tempo". No entanto, os efeitos práticos serão muito reduzidos, pois os EUA já têm em vigência um grande conjunto de sanções ao país, que deverão ser ainda mais ampliadas num novo pacote de medidas que o Departamento do Tesouro já anunciou estar a preparar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG