Trump apela à união e promete "não poupar esforços" para descobrir os culpados

Presidente norte-americano afirma que as tentativas de ataque ocorridas esta quarta-feira "não têm lugar" nos Estados Unidos

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou esta quarta-feira as tentativas de ataque terrorista realizadas esta manhã através de pacotes explosivos enviados à CNN e a responsáveis políticos.

"Em períodos como este, temos de nos unir", afirmou Trump, prometendo que "nenhum recurso será poupado" para descobrir os responsáveis por trás dos ataques.

Sem nunca referir especificamente o nome CNN - até ao momento o único media alvejado e que tem sido permanentemente objeto de fortes críticas de Trump - o presidente dos Estados Unidos afirmou que "estas ameaças não podem ter lugar" no país.

"Este tipo de conduta é repugnante para tudo o que acreditamos", afirmou ainda Trump, deixando por fim a promessa: "Vamos descobrir o que está por trás disto".

Três horas antes, o presidente tinha reagido ao caso através do Twitter, reproduzindo um tweet do vice-presidente, Mike Pence, no qual se condenava "as tentativas de ataque ao ex-presidente Obama, aos Clinton, à CNN e outros".

O FBI continua a tentar descobrir quem está na origem destes pacotes suspeitos. A comunicação social americana não tem qualquer informação acerca da investigação, não se sabendo sequer se as suspeitas recaem sobre indivíduos no interior dos Estados Unidos ou de origem externa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG