Tensão em manifestação contra visita de Marine Le Pen a Nantes

Mais de duas mil pessoas manifestaram-se contra a visita da líder da extrema-direita

Cerca de 2.200 pessoas desfilaram hoje no centro de Nantes, oeste de França, para protestar contra a visita da líder da extrema-direita francesa e candidata presidencial Marine Le Pen à cidade, agendada para domingo.

Num ambiente tenso, e fortemente vigiados pela polícia, os cerca de 2.200 manifestantes, segundo fontes policiais, exibiram cartazes onde se podiam ler frases como "Frente Nacional [partido de Marine Le Pen] impostura social" ou "O fascismo não passará".

De acordo com o testemunho de um jornalista da agência noticiosa francesa AFP, os manifestantes arremessaram projéteis em direção às forças de segurança, que responderam com gás lacrimogéneo.

Os participantes desta manifestação foram identificados como membros de movimentos de esquerda e de extrema-esquerda.

Entre os cerca de 2.200 participantes, cerca de 800 pertenciam a movimentos anarquistas de extrema-esquerda, segundo fontes policiais.

Imagens partilhadas na rede social Twitter por jornalistas presentes no local mostraram montras de lojas que tinham sido partidas durante a manifestação.

As sondagens mais recentes mostram que Marine Le Pen é a grande favorita da primeira volta das presidenciais francesas, mas que seria ultrapassada, na segunda volta, por François Fillon (conservador) ou pelo candidato independente Emmanuel Macron.

Nos últimos dias a candidata presidencial da Frente Nacional tem enfrentado acusações sobre "empregos fictícios" e suspeitas de uso indevido de fundos do Parlamento Europeu.

A primeira volta das presidenciais de França realiza-se a 23 de abril e a segunda a 07 de maio.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG