Telemóvel de Bezos pirateado após receber mensagem do herdeiro saudita

A publicação britânica adiantou que o número que é usado por Mohamed bin Salman deveria ter um ficheiro malicioso que infetou o telefone de Bezos. Arábia Saudita diz que hipótese é "absurda".

O multimilionário norte-americano Jeff Bezos teve o seu telemóvel pirateado em 2018 depois de receber uma mensagem pela rede WhatsApp, enviada aparentemente da conta pessoal do príncipe herdeiro saudita, noticiou esta quarta-feira o diário britânico The Guardian.

A publicação britânica adiantou que o número que é usado por Mohamed bin Salman deveria ter um ficheiro malicioso que infetou o telefone de Bezos.

Fontes conhecedoras do assunto adiantaram que foi extraída muita informação do aparelho de Bezos, mas o The Guardian desconhece o que foi extraído e como foi usado.

A Arábia Saudita já negou que o príncipe herdeiro fosse o responsável pela instalação de um software malicioso no telemóvel do presidente da Amazon, Jeff Bezos. A embaixada do reino nos EUA classificou as histórias de "absurdas" e pediu uma investigação sobre as mesmas.

O Financial Times revelou que uma investigação sobre violação de dados d indicou que o telefone doe Jeff Bezos começou a partilhar secretamente grandes quantidades de dados depois deste ter recebido um arquivo de vídeo cencriptado oriundo do telefone do príncipe.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG