Ted Turner, fundador da CNN, revela que sofre de demência

O fundador do canal de informação CNN deu entrevista à CBS

O magnata dos 'media' norte-americano Ted Turner revelou sofrer de demência de Corpos de Lewy, uma doença neurodegenerativa, numa entrevista a divulgar no domingo e este sábado citada pelas agências internacionais.

A demência de Corpos de Lewy é causada pela degeneração e morte das células cerebrais. A doença provoca violentas alterações de humor, alucinações visuais, rigidez ou tremores (parkinsonismo).

Durante a entrevista, realizada pelo canal CBS, Ted Turner, de 79 anos, tenta lembrar-se do nome da doença, mas sem sucesso.

Na entrevista, Ted Turner tenta explicar que a doença e os respetivos sintomas são mais ligeiros quando comparados com a doença de Alzheimer, que é a forma mais comum de demência, constituindo cerca de 50% a 70% de todos os casos.

"Parece que é menos grave, o Alzheimer é fatal", explicou, segundo trechos da entrevista divulgados antes da transmissão, na íntegra.

"Graças a Deus, não tenho isso. Mas (...) não me recordo do nome", afirmou Ted Turner.

A demência de Corpos de Lewy atinge cerca de 1,5 milhões de norte-americanos. O ator Robin Williams, que morreu em 2014, tinha sido diagnosticado com a doença.

Os principais sintomas da doença são fadiga e perda de memória, explicou ainda Ted Turner.

Antigo marido da atriz Jane Fonda, Robert Edward Turner III, conhecido como Ted Turner, fundou em 1980 a CNN, o primeiro canal de televisão norte-americano exclusivamente dedicado às notícias. O projeto viria a revolucionar o setor internacional dos 'media'.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG