Só 10 pessoas estão na administração Trump desde o início

Na equipa alargada da administração Trump, formada por 23 pessoas - incluindo o vice-presidente Mike Pence - menos de metade permanece no cargo desde o início.

Kirstjen Nielsen foi a terceira pessoa a liderar o Departamento de Segurança Interna desde o início da administração Trump, em janeiro de 2017. Ex-vice-chefe de gabinete, tinha sido promovida em dezembro de 2017 para o cargo, mas acabou demitida no domingo pelo presidente. Nielsen entra para uma lista cada vez mais longa de demissões e resignações aos cargos, quer da administração, quer de cargos associados, como conselheiros.

Se atentarmos apenas à equipa governamental e cargos equiparados (chefe de gabinete, diretor da CIA, etc.), formada por 23 entidades, só dez pessoas se mantêm na posição desde o início de funções.

Além do vice-presidente Mike Pence, estão com Trump Steve Mnuchin, secretário do Tesouro; Sonny Perdue, secretário da Agricultura; Wilbur Ross, secretário do Comércio; Ben Carson, secretário da Habitação e do Desenvolvimento Urbano; Elaine Chao, secretária dos Transportes; Rick Perry, secretário da Energia; Betty DeVos, secretária da Educação; Robert Lighthizer, representante do Comércio dos EUA; e Mick Mulvaney, diretor da Agência da Administração e Orçamento (que acumula interinamente o cargo de chefe de gabinete da Casa Branca).

Linda McMahon, que liderava a Administração dos Pequenos Negócios, vai sair na sexta-feira. Esta empresária que, com o marido Vince geriu os negócios do wrestling na empresa World Wrestling Entertainment, é outro elemento a sair da equipa governamental. Neste caso, porém, as relações com o presidente mantêm-se. "Linda McMahon fez um trabalho incrível. Ela tem sido uma superestrela", afirmou Trump. Ambos vão continuar a trabalhar juntos. Agora McMahon vai trabalhar na equipa da campanha para a reeleição do republicano, como conta a NPR.

Exclusivos