Síria: Rússia acusa EUA de traficarem petróleo sírio

O Ministério da Defesa russo criticou a decisão dos Estados Unidos de enviar tropas e equipamentos para proteger campos de petróleo no leste da Síria e acusou Washington de traficar petróleo sírio.

A decisão norte-americana foi justificada pelo secretário da Defesa, Mark Esper, como uma ação para impedir que os campos de petróleo caiam nas mãos dos combatentes do grupo extremista Estado Islâmico. Mas, para o porta-voz do Ministério da Defesa russo, o general Igor Konanshenkov, "o que Washington está a fazer, apreender e controlar os campos de petróleo no leste da Síria, é muito simplesmente banditismo estatal internacional".

Num comunicado, o general acrescentou que "todos os depósitos e outros minerais localizados no território sírio não pertencem aos terroristas do Estado Islâmico e muito menos aos 'defensores americanos', mas exclusivamente à República Árabe Síria".

O responsável russo acusou os Estados Unidos de traficarem petróleo sírio, afirmando que "militares e companhias de segurança privadas norte-americanas" protegem colunas de camiões cisterna que contrabandeiam petróleo para países terceiros. A Rússia divulgou imagens de satélite que alegadamente provam que o petróleo da Síria foi transportado para o estrangeiro, sob a guarda de militares dos EUA, antes e depois da derrota do Daesh.

Esse contrabando, disse, rende aos norte-americanos 30 milhões de dólares mensais (cerca de 27 milhões de euros) e, por isso, querem afastar os 'jihadistas' para "conservar esse fluxo financeiro permanente".

Exclusivos

Premium

Gastronomia

Quem vai ganhar em Portugal as próximas estrelas Michelin

É já no próximo dia 20, em Sevilha, que vamos conhecer a composição ibérica das estrelas Michelin para 2020. Estamos em festa, claro, e festejaremos depois com os nossos bravos, mesmo sabendo que serão poucos para o grande nível a que já chegámos. Fernando Melo* escreve sobre os restaurantes que podem ganhar estrelas Michelin em 2020 em Portugal.