Forças leais a Assad isolam população de Ghouta Oriental

As tropas governamentais conseguiram cercar completamente Harasta e Duma e assumiram o controlo de cerca de 60% da área de Ghouta Oriental

As forças leais ao Presidente sírio, Bashar al Assad, conseguiram isolar nas últimas horas Harasta, uma importante população do enclave rebelde de Ghouta Oriental, informou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

As tropas governamentais conseguiram cercar completamente Harasta e Duma, aldeias vizinhas e agora incomunicáveis, e assumiram o controlo de cerca de 60% da área de Ghouta Oriental, principal baluarte da oposição nos arredores de Damasco.

Desde o início da escalada de violência na região, em meados de fevereiro, o Observatório registou a morte de 1.144 civis, incluindo 240 menores e 162 mulheres, além de pelo menos 4.400 feridos

Na parte sul de Ghouta Oriental, os rebeldes ainda mantêm oito locais, além do bairro Damascene de Yobar, e, no norte, as cidades de Harasta e Duma e a aldeia de Al Raihan.

Os combates continuam desde o início desta madrugada até ao momento na região entre as forças leais a Al Assad e os grupos islâmicos Legião da Misericórdia e Exército do Islão.

Desde o início da escalada de violência na região, em meados de fevereiro, o Observatório registou a morte de 1.144 civis, incluindo 240 menores e 162 mulheres, além de pelo menos 4.400 feridos.

A organização sublinhou que a situação dos feridos é preocupante devido à precariedade das instalações médicas, afetadas pelo bombardeamento contínuo e pelo cerco das forças oficiais.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG