Será que um erro da central de táxis ajudou a evitar mais mortes?

Terroristas tiveram de deixar malas para trás porque não cabiam no táxi

Uma confusão da central de táxis de Bruxelas pode ter ajudado a evitar mais mortes no aeroporto da cidade na terça-feira, relata o jornal belga DH, dizendo que a empresa enviou um carro mais pequeno do que o pedido para transportar os bombistas.

Citando fontes não identificadas, o DH diz que Ibrahim El Bakraoui e os outros dois suspeitos de terem levado a cabo os ataques chamaram uma carrinha pequena para levá-los ao aeroporto, cheios de malas, de um apartamento no norte da cidade, na terça-feira de manhã.

Quando o condutor chegou num carro normal, os três perceberam que não conseguiam meter as três malas na bagageira e deixaram uma para trás.

Dois homens fizeram-se explodir nas partidas do aeroporto e um terceiro fugiu, deixando para trás uma mala com explosivos que o serviços de segurança detonaram mais tarde.

Depois de um taxista ter telefonado para a polícia para contar a história, estes encontraram uma grande bomba de pregos numa casa no bairro de Schaerbeek e desativaram-ma. A polícia não comentou a história.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG