Sem resultado dos testes de ADN, UNITA prepara funeral de Savimbi

A exumação dos restos mortais de Jonas Savimbi foi realizada a 31 de janeiro passado. Deverá ser sepultado no cemitério de Lopitanga, cidade de Andulo.

Ainda sem os resultados dos exames de ADN para comprovar que os restos mortais exumados em janeiro são de Jonas Savimbi, a UNITA anunciou que a acreditação dos jornalistas para as exéquias fúnebres, formalmente agendadas para 6 de abril, vai decorrer entre segunda-feira e sábado.

No dia 15 de março, a UNITA admitiu que os atrasos nos exames de DNA dos restos mortais do fundador do partido angolano, Jonas Savimbi, e a necessidade de organizar as cerimónias podiam adiar as exéquias fúnebres.

No entanto, segundo o Novo Jornal, a sub-comissão de comunicação e marketing informou que a acreditação dos órgãos de comunicação social vai realizar-se no período entre 25 e 30 de março, no Complexo Sovsmo, em Viana, Luanda.

Em declarações ao Novo Jornal, o coordenador da comissão de exéquias da UNITA, Ernesto Mulato, admitiu que ainda não existem resultados oficiais dos exames de ADN, feitos por técnicos portugueses, sul-africanos e angolanos, nos respetivos países.

Segundo a mesma fonte, a comissão e o Governo estiveram reunidos na segunda-feira para analisar detalhes. "Mantém-se o programa inicial relativamente ao ato de trasladação dos restos mortais do líder histórico da UNITA para serem enterrados em Lopitanga no mês de abril", adiantou.

Os restos mortais de Savimbi, que estavam no Luena, província do Moxico, já foram exumados e deverão ser depois depositados no cemitério de Lopitanga, cidade de Andulo, província do Bié, no centro de Angola.

Jonas Savimbi foi morto em combate no dia 22 de fevereiro de 2002.

Exclusivos