Schwarzenegger diz a Trump o que ele devia ter dito após Charlottesville

Ex-governador da Califórnia grava vídeo criticando a forma como o atual Presidente reagiu à manifestação de extrema direita na cidade da Virgínia

"A única forma de combater sonoras vozes de ódio é através de vozes ainda mais sonoras e razoáveis. E isso inclui-o a si, Presidente Trump". A mensagem é de Arnold Schwarzenegger para o atual inquilino da Casa Branca.

O ex-governador da Califórnia gravou um vídeo em que diz a Trump como ele deveria ter reagido à violência que se seguiu às manifestações de extrema direita ocorridas em Charlottesville, na Virgínia, no passado fim de semana.

Trump fez questão de dizer que havia "responsáveis dos dois lados" pelos acontecimentos, acabando por nunca denunciar explicitamente os movimentos neo-nazis e de supremacia branca que estiveram na origem dos acontecimentos.

Esta atitude do presidente dos EUA foi já duramente criticada por dezenas de responsáveis políticos, dos dois principais partidos.

Agora, foi a vez de Schwarzenegger, assumido republicano, quem junta a sua voz às críticas. Veja em baixo:

A mensagem prossegue para aqueles que disseram que não eram simpatizantes nazis mas marcharam à mesma ao lado de pessoas com bandeiras com a suástica, apelando a que em lugar de participar numa iniciativa deste género "simplesmente vá para casa" ou denuncie este tipo de pessoas.

"Vamos exterminar o ódio", conclui o ator de Exterminador Implacável.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG