Rússia exige que EUA terminem "agressão" à Síria 

Durante a reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU, o embaixador russo pediu que se juntassem forças para combater a "ameaça terrorista"

Vladimir Safronkov, embaixador da Rússia no Conselho de Segurança das Nações Unidas, disse aos EUA que devem parar qualquer ação militar contra o regime sírio de Bashar al-Assad.

"Pedimos aos EUA para pararem imediatamente a agressão e juntarmos forças para conseguir uma solução política na Síria, é trabalhar no combate contra a ameaça terrorista", diz.

O embaixador afirmou ainda que tem ainda ouvido "muitos insultos" relativamente ao uso do veto por parte dos russos no Conselho de Segurança. "Só usamos em circunstâncias nas quais vocês tentam impor os vossos projetos geopolíticos irresponsáveis", acrescentou.

De acordo com o The Guardian, Safronkov também chamou a atenção para os ataques aéreos que os EUA e os seus aliados realizaram em Mossul, Iraque, que mataram dezenas de civis. "Esta tragédia tem de ser conhecida, as pessoas têm de saber, porque nada foi dito sobre Mossul", disse.

Garantiu ainda que o facto de estar a alertar para Mossul não tem nada a ver com o facto de "querer tirar a atenção da Síria".

Exclusivos