Rússia apoia resolução dos EUA para cortar financiamento ao Estado Islâmico

Anúncio foi feito pelo presidente russo, Vladimir Putin, em conferência de imprensa

O Presidente russo afirmou hoje que Moscovo apoia o projeto de resolução apresentado pelos Estados Unidos para cortar os apoios financeiros ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Numa conferência de imprensa, em Moscovo, Vladimir Putin afirmou também que os bombardeamentos que a Força Aérea russa está a efetuar na Síria estão a apoiar não só as tropas governamentais de Damasco como também as da oposição na luta contra o EI.

"Apoiamos a iniciativa dos Estados Unidos, que inclui a elaboração de uma resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre a Síria", disse Putin, acrescentando que o projeto da declaração foi discutido com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, no início desta semana.

A resolução passa por aumentar as sanções ao EI e visa sobretudo cortar o acesso a meios financeiros por parte do grupo terrorista.

Sobre os bombardeamentos contra posições do EI na Síria, Putin salientou que a aviação russa está a apoiar as forças governamentais, bem como a oposição a Damasco que luta também contra o grupo.

"Com os bombardeamentos estamos a apoiar os esforços (da oposição síria) na luta contra o EI, da mesma forma que apoiamos o exército sírio", frisou o Presidente russo.

Exclusivos

Premium

Liderança

Jill Ader: "As mulheres são mais propensas a minimizarem-se"

Jill Ader é a nova chairwoman da Egon Zehnder, a primeira mulher no cargo e a única numa grande empresa de busca de talentos e recursos. Tem, por isso, um ponto de vista extraordinário sobre o mundo - líderes, negócios, política e mulheres. Esteve em Portugal para um evento da companhia. E mostrou-o.