Rússia afirma ter detetado ciberataque contra organismos públicos

O serviço de informações russo adiantou que o vírus foi enviado por uma simples peça anexada a um correio eletrónico

Os serviços de informações russos anunciaram hoje que detetaram um ataque informático "planificado" destinado a espiar cerca de 20 organizações, incluindo agências públicas e indústrias militares.

Em comunicado, o Serviço Federal de Segurança (FSB) explica ter identificado casos de infeção por um programa "destinado à ciber-espionagem nas redes informáticas de cerca de 20 organizações no território da Rússia".

As organizações visadas são "organismos governamentais e de administração, estabelecimentos científicos e militares e empresas do complexo militar-industrial e de outras infraestruturas de uma importância crítica", precisou o FSB.

"As circunstâncias indicam (...) um ataque planificado e realizado por profissionais", revela o comunicado, sem precisar os possíveis autores pelo ataque.

O serviço de informações russo adiantou que o vírus foi enviado por uma simples peça anexada a um correio eletrónico e que permitia aos seus autores intercetar o tráfico de dados, escutar conversas telefónicas, e interferir com os ecrãs, câmaras e microfones dos computadores afetados.

Este anúncio do FSB surge no momento em que a Rússia é suspeita pelo Partido Democrata norte-americano de ser responsável pela fuga de mensagens eletrónicas destinada a influenciar a campanha eleitoral em favor do candidato republicano Donald Trump.

O Kremlin desmentiu qualquer ingerência.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG