Retirados corpos de alpinistas que morreram em avalanche nos Himalaias

Avalanche teve lugar em maio num dos pontos mais altos dos Himalaias.

As equipas de socorrismo indianas retiraram esta quarta-feira os corpos de sete alpinistas que morreram em maio numa avalanche no Nanda Devi, um dos picos mais altos dos Himalaias, anunciaram esta quarta-feira as autoridades locais.

Os alpinistas -- quatro britânicos, dois americanos, um indiano e um australiano -- estavam desaparecidos há seis semanas nas montanhas do Nanda Devi, o segundo pico mais alto do país localizado no estado de Uttarakhand (norte).

No final de uma operação longa e perigosa, os socorristas de alta montanha encontraram há 10 dias sete corpos amarrados a uma parede de neve. As buscas foram abandonadas para encontrar a oitava vítima, cuja identidade não foi revelada.

Quatro outros alpinistas britânicos que se tinham separado do grupo principal ajudaram as equipas a localizarem os restantes.

Sendo a área inacessível aos helicópteros, os corpos tiveram de ser levados a pé até ao acampamento base. De lá, quatro deles foram transportados esta quarta-feira de manhã por via aérea para Pithoragarh, a principal cidade da região. Os restantes três corpos serão transferidos durante o dia desta quarta-feira.

"Vamos agora concluir o processo legal de identificação e as autópsias", disse à Agência France Press Vijay Kumar Jogdande, um funcionário local, acrescentando que só depois as embaixadas estrangeiras serão devidamente informadas.

Os alpinistas desaparecidos tinham comunicado pela última vez no dia 26 de maio, véspera de grandes nevões e de avalanches. As operações de busca também foram afetadas pelo mau tempo e pelas dificuldades do terreno.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG