"Rei da cocaína" italiano detido no Uruguai após 23 anos em fuga

Com ele foi detido uma cidadã com passaporte português que seria a mulher do "rei da cocaína"

Um dos mafiosos mais procurados de Itália foi detido no Uruguai depois de 23 anos em fuga por ter sido condenado por associação mafiosa, tráfico de droga e outros crimes graves, anunciou esta segunda-feira o ministro do Interior italiano.

Rocco Morabito era o membro da família do crime Ndrangheta mais procurado do mundo. A Ndrangheta é a organização criminosa mais poderosa da Itália e uma das maiores traficantes de droga na Europa. Este grupo importa da América do Sul grande parte da cocaína consumida no continente europeu.

Segundo o Corriere della Serra, Morabito vivia há 10 anos no Uruguai, fazendo-se passar por um cidadão brasileiro chamado Francisco Capeleto. Com ele foi detido uma cidadã angolana com passaporte português que será a mulher do italiano.

O homem de 50 anos foi detido na cidade de Punta del Este. A detenção foi feita pela polícia do Uruguai em conjunto com as autoridades italianas, de acordo com o governo italiano, citado pela Reuters.

Morabito era conhecido como o "rei da cocaína de Milão" e era procurado desde 1993, quando foi apanhado a importar quase uma tonelada de droga.

Em 1995 foi emitido um mandado de captura internacional, com o objetivo de levar Morabito à justiça italiana, que o condenou a uma pena de prisão de 30 anos.

Com esta detenção, as autoridades italianas tiram o nome de Morabito da lista dos cinco líderes do crime organizado mais procurados. Nessa lista conta ainda o nome de Matteo Messina Denaro, chefe da máfia da Sicília.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG