Rei da Bélgica: "O 22 de março nunca mais será um dia como os outros"

Felipe falou ao país e salientou que os cidadãos vão continuar a "responder juntos, com firmeza, com calma e dignidade"

"O 22 de março nunca mais será um dia como os outros." O rei Filipe da Bélgica falou ao país e classificou os atentados desta terça-feira como "cobardes e odiosos". O monarca salientou ainda que "perante a ameaça", os cidadãos continuarão a "responder juntos, com firmeza, com calma e dignidade".

Filipe referiu que "os vidros estilhaçados, as feridas profundas e sofrimento delas resultante são sentidos pelo país inteiro", depois de ter começado o discurso com "hoje, o nosso país está de luto". "A Matilde e eu partilhamos as vossas dores, a dor de quem perdeu um parente próximo ou a de quem ficou ferido nos atentados cobardes e odiosos do dia de hoje", disse.

O monarca manifestou ainda "solidariedade para com os membros dos serviços de socorro e de segurança e a nossa gratidão relativamente a todos aqueles que espontaneamente ofereceram ajuda".

Bruxelas foi esta terça-feira alvo de três ataques terroristas (dois no aeroporto e um na estação de metro de Maelbeek), nos quais morreram 34 pessoas e mais de 180 ficaram feridas. Os ataques foram reivindicados pelo Estado Islâmico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG