Quase 40 mortos em duas avalanches no leste da Turquia

O anterior balanço das autoridades turcas dava conta de 23 mortos, 14 elementos das equipas de socorro e nove civis, na queda de neve ocorrida por volta das 12:00 locais (09:00 em Lisboa).

Pelo menos 33 pessoas morreram esta quarta-feira quando uma avalanche atingiu dezenas de socorristas destacados após uma primeira queda de neve que causou cinco mortos na véspera no mesmo local no leste da Turquia, segundo um novo balanço.

O anterior balanço das autoridades turcas dava conta de 23 mortos, 14 elementos das equipas de socorro e nove civis, na queda de neve ocorrida por volta das 12:00 locais (09:00 em Lisboa).

Na terça-feira à noite, uma primeira avalanche ocorreu em Bahçesaray, na província de Van, enterrando um miniautocarro que transportava dezena e meia de pessoas. Balanço: cinco mortos, oito feridos e dois desaparecidos.

Cerca de 300 socorristas e aldeões das redondezas deslocaram-se então para o local para tentar encontrar sobreviventes e foram atingidos hoje por uma segunda avalanche.

Segundo a agência governamental de situações de catástrofe (AFAD), 33 pessoas morreram, incluindo numerosos socorristas, e 53 ficaram feridas.

O balanço provisório das duas catástrofes é de 38 mortos e 61 feridos.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, confirmou o número de mortos, exprimindo as suas condolências aos familiares das vítimas durante um discurso em Kirikkale (centro do país).

As avalanches ocorreram no distrito de Bahçesaray, no leste da Turquia perto da fronteira com o Irão, uma zona montanhosa de difícil acesso e com um inverno severo.

Imagens divulgadas pelos 'media' turcos mostram veículos virados pela força da avalanche e equipas de socorro a escavar com pás freneticamente, procurando sobreviventes, enquanto cai neve, o que reduz a visibilidade.

O Ministério da Defesa indicou que um avião militar descolou de Ancara ao início da tarde com destino a Van, com veículos especializados e 85 socorristas e polícias para ajudar nas operações de socorro.

As embaixadas da União Europeia e dos Estados Unidos na Turquia também já apresentaram condolências aos familiares das vítimas.

As avalanches ocorreram 10 dias depois de um sismo ter causado 41 mortos na província de Elazig, também no leste da Turquia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG