PSOE vence europeias e Vox pode eleger até cinco eurodeputados

Socialistas conseguiram 30,3% e pelo menos 18 eurodeputados, à frente do PP com 26,1% e 11 ou 12 deputados europeus.

O PSOE de Pedro Sánchez vence as eleições europeias em Espanha com 30,3% dos votos e pelo menos 18 eurodeputados, avança uma sondagem Gad3 realizada para o jornal ABC. Em 2014, os socialistas tiveram 23% dos votos e 14 deputados ao Parlamento Europeu.

Em segundo lugar surge o PP de Pablo Casado, com perdas consideráveis, passando de 26,1% em 2014 para 19,5%, bem como de 16 eurodeputados para 11 ou 12.

O Ciudadanos de Albert Rivera está em terceiro lugar, com 14,2% e oito eurodeputados, ou seja, mais seis do que os conquistados há cinco anos.

Em quarto lugar, a Unidas Podemos de Pablo Iglesias e Alberto Garzón, com 11,8% e sete eurodeputados. Em 2014 elegeu cinco.

Na quinta posição, o partido de extrema-direita Vox, que irrompe nestas eleições com quatro a cinco eurodeputados.

A lista JxCat-Lliures deverá conseguir entre um e dois eurodeputados, sendo um deles o cabeça de lista Carles Puigdemont, ex-presidente da Catalunha atualmente exilado na Bélgica e procurado pela justiça espanhola pela organização do referendo ilegal de 1 de outubro de 2017.

A lista Ahora Repúblicas, encabeçada por Oriol Junqueras, atualmente preso também por causa do referendo, poderá eleger um eurodeputado, segundo a mesma sondagem Gad3. Esta lista junta os independentistas da Esquerda Republicana da Catalunha (ERC), os independentistas bascos da EH Bildu (herdeiros da Batasuna) e o do Bloco Nacionalista Galego.

Além destas europeias, Espanha votou também em eleições autárquicas e nalgumas comunidades autonómicas em eleições regionais. O país vizinho encontra-se ainda à espera de um novo governo depois de, nas legislativas de 28 de abril, nenhum partido ou bloco ter conseguido uma maioria absoluta.

Exclusivos