Príncipe Harry emocionado segue os passos da mãe em Angola

Com um semblante mais fechado do que o seu registo habitual, o príncipe Harry viveu esta manhã um momento muito "comovente" quando caminhou num campo minado em Dirico, Angola

Manter vivo o legado da mãe, a princesa Diana, foi o objetivo do duque de Sussex quando incluiu no roteiro da sua viagem a África uma paragem no campo de minas de Dirico (província do Cuando-Cubango), em Angola.

Esta manhã, Harry ajudou a detonar uma mina terrestre antes de ser fotografado a caminhar por entre sinais de alerta, reproduzindo uma das imagens mais icónicas da "princesa do povo", tirada em janeiro de 1997 - e qie se tornou uma das fotos mais icónicas de Diana que viria a morrer em agosto daquele mesmo ano.

O príncipe Harry manteve sempre um olhar pensativo ao vestir uma armadura e uma viseira protetora no local de desminagem. E quando ajudou a detonar remotamente uma mina terrestre, repetiu a visita da mãe há 22 anos.

No post do Instagram oficial do duque de Sessex partilhado nesta manhã surge a mensagem: "O duque sente-se muito humilde por visitar um lugar e uma comunidade que era tão especial para sua mãe e por reconhecer a sua incansável missão como defensora de todos aqueles que ela sentia que mais precisavam da sua voz. o máximo, mesmo que a questão não fosse universalmente popular ".

O príncipe Harry viajará esta tarde para o Huambo, onde o Centro Ortopédico local que passará a levar o nome da princesa Diana.

Sam Cohen, o secretário particular de Harry, garantiu que "esta é uma jornada particularmente significativa e comovente, o duque de Sussex terá a oportunidade de voltar a Angola para ver em primeira mão o legado da sua mãe".

Mais informação em plataformamedia.com/pt

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG