Primeiro-ministro da Irlanda defende-se após piquenique durante o desconfinamento

Leo Varadkar foi visto com o companheiro e dois amigos num parque no domingo, mas alega que não foram violadas as regras, apesar das recomendações de uma funcionária do seu gabinete.

No primeiro dia sem mortes por covid-19 desde 21 de março na República da Irlanda, o primeiro-ministro Leo Varadkar ficou debaixo de fogo depois de terem sido publicadas nas redes sociais imagens em que surge a fazer um piquenique, no passado domingo, em aparente contradição com as recomendações do seu próprio governo. O taoiseach respondeu dizendo que não quebrou qualquer regra.

"Se vão visitar um parque público tentem não ficar muito tempo no local ou fazer piqueniques. Por favor, façam o vosso exercício e vão para casa", disse na semana passada Liz Canavan, subsecretária no gabinete do primeiro-ministro. A fase 1 do desconfinamento começou a 18 de maio, entrando a segunda fase em vigor a 8 de junho.

No domingo, Varadkar foi filmado e fotografado com o companheiro Matthew Barrett e dois amigos perto do monumento a Wellington, no parque Phoenix, em Dublin. O primeiro-ministro surge de calções e sem T-shirt e o distanciamento social parece ter sido mantido.

As imagens foram acompanhadas de críticas e da lembrança de que, no país, já morreram 1608 pessoas (na realidade o número oficial é 1606, já que dois casos foram revistos).

Em resposta, o gabinete do primeiro-ministro disse na segunda-feira à noite que a primeira fase do desconfinamento permite que grupos de até quatro pessoas se encontrem ao ar livre, desde que não se afastem mais de cinco quilómetros de casa e mantenham o distanciamento físico.

"As indicações do governo permitem que as pessoas passem tempo no exterior até 5km de casa, enquanto continuam a observar o distanciamento social e as regras de higiene. Não há nada nas indicações do governo sobre comer ao ar livre ou piqueniques", segundo o comunicado, citado pela imprensa irlandesa.

Desde o início da pandemia, o primeiro-ministro tem estado alojado numa casa, Stewards Lodge, que é propriedade do governo, ao lado do parque Phoenix. "Não existem funcionários nem é garantido o serviço doméstico. Como tem sido prática há muitos anos, o taioseach paga um valor diário pelo uso da casa", segundo o mesmo comunicado.

Na segunda-feira, a República da Irlanda não registou nenhuma morte por coronavírus, contabilizando apenas mais 59 casos, para um total de 24 698 desde o início da pandemia.

"Um importante marco hoje. Primeiro dia sem mortes por covid-19 comunicadas desde 21 de março. Este é um dia de esperança. Vamos prevalecer", escreveu Varadkar no Twitter.

Varadkar, que tem formação em Medicina, tem sido elogiado pelo seu trabalho no combate à pandemia, tendo oferecido os seus serviços uma vez por semana para ajudar a atender doentes por telefone.

Outros casos

No que diz respeito à suposta quebra das regras do desconfinamento, o primeiro-ministro está a ser comparado a Dominic Cummings, assessor do chefe do governo britânico, Boris Johnson, que quebrou as regras de confinamento para ver os pais.

Também o presidente austríaco, Alexander van der Bellen, foi apanhado numa esplanada depois da meia-noite, quando as regras obrigam a que os estabelecimentos fechem às 23.00. Pediu desculpas no Twitter.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG