Presidente do Irão pede a Washington que dê "o primeiro passo" e levante sanções

Sugestão iraniana surge um dia depois de o presidente do EUA, Donald Trump, ter admitido na cimeira do G7 reunir-se com os líderes de Teerão.

O Presidente iraniano, Hassan Rouhani, pediu esta terça-feira que Washington dê "o primeiro passo" e levante todas as sanções contra o seu país, um dia após i homólogo norte-americano Donald Trump ter admitido reunir com Teerão.

"O primeiro passo é eliminar as sanções. Deve remover todas as sanções ilegais, injustas e falsas contra a nação iraniana", declarou Hassan Rouhani num discurso transmitido na televisão estatal.

As sanções foram restabelecidas por Washington na sequência da decisão - em 2018 - de se retirar unilateralmente do acordo nuclear iraniano de 2015.

Na segunda-feira, na cimeira do G7. Donald Trump disse estar aberto a reunir com o Irão, "quando houver condições, para resolver o problema nuclear, mas ameaçou com "força muito violenta" se Teerão não aceitar ser um "bom jogador".

No final da cimeira G7, na cidade francesa de Biarritz, Donald Trump disse que o Irão não soube aproveitar o acordo nuclear e aproveitou-se dos milhares de milhões de dólares que foram oferecidos, sem dar a recompensa de abandonar o seu plano nuclear.

O Presidente norte-americano disse que está aberto a negociar com Teerão e elogiou o esforço feito pela França para mediar as negociações, durante uma conferência de Imprensa conjunta com o Presidente francês, Emmanuel Macron, no final da cimeira do G7.

"O Presidente Macron fez o que achava correto. Talvez funcione. Talvez não funcione. Não sei", disse Donald Trump, referindo-se ao facto de Macron ter convidado o ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano para comparecer em Biarritz.

Exclusivos