Diretor da Interpol desaparecido depois de viagem à China

Meng Hongwei não dá sinais de vida desde que partiu para uma viagem à China, a 29 de setembro

O desaparecimento do presidente da Interpol, Meng Hongwei, motivou a abertura de um inquérito em França, segundo informação avançada por fontes policiais à Europe 1 e À Reuters

Meng Hongwei foi eleito em novembro de 2016 para chefiar a polícia internacional, com base em Lyon. Não dá sinais de vida desde que partiu para uma viagem à China a 29 de setembro, segundo a mulher, o que a levou a contactar as autoridades francesas.

Meng Hongwei, que tinha servido como vice-ministro na China, é o primeiro chinês a ocupar este cargo. A Reuters tentou contactar a Interpol, mas não teve resposta.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG