Polícias a cavalo levam homem negro preso por corda no Texas

A Polícia de Galveston, do estado do Texas, já pediu desculpas depois de dois dos seus membros terem sido fotografados a levar um homem de negro de uma forma controversa

Dois agentes da polícia a cavalo levaram um homem negro por uma corda presa às algemas pelas ruas de uma cidade do estado do Texas, nos Estados Unidos, e foram acusados de racismo depois de as fotografias terem circulado pelas redes sociais.

A situação levou mesmo a polícia de Galveston a fazer um esclarecimento e a pedir desculpas publicamente. "Nenhuma unidade de transporte estava disponível no momento da detenção e um homem foi algemado e escoltado ao lado de dois polícias a cavalo. Embora essa técnica de usar cavalos montados para transportar uma pessoa seja considerada uma prática recomendada em determinados cenários, como durante o controlo de multidões, essa prática não era a mais correta para esta situação", começou por explicar a polícia.

"Embora essa seja uma técnica treinada e uma boa prática em alguns cenários, acredito que os nossos agentes demonstraram uma má análise neste caso e poderiam ter esperado por uma unidade de transporte no local da detenção. Os nossos agentes não tiveram nenhuma intenção maliciosa no momento da detenção, mas mudámos imediatamente a nossa política para evitar o uso desta técnica e iremos rever todos os treinos e procedimentos para métodos mais apropriados. Compreendemos a perceção negativa desta ação e acreditamos que o mais apropriado é interromper o uso desta técnica. O chefe da polícia tomou medidas imediatas para suspender esta técnica de transporte durante as detenções", pode ler-se.

No mesmo comunicado à imprensa, divulgado nas redes sociais, foram pedidas desculpas ao detido, Donald Neely, acusado de invasão de propriedade privada.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG