Copenhaga esteve isolada duas horas devido a uma caça ao homem

Autoridades procuravam um carro com matrícula sueca que tinha suspeitos de envolvimento num "crime grave"

As autoridades dinamarquesas reabriram esta sexta-feira as ligações entre a ilha de Zelândia, onde se situa a capital, Copenhaga, e o resto do país, após duas horas cortadas devido a uma operação de caça ao homem, segundo a polícia.

A polícia procura um automóvel preto com matrícula sueca, onde estariam "possivelmente três pessoas" suspeitas de envolvimento num "crime grave", informou a polícia de Copenhaga.

O jornal sueco Aftonbladet, que cita uma fonte policial, diz que o caso estará relacionado com um rapto.

As pontes que ligam Zelândia à ilha central de Funen e à vizinha Suécia estiveram cortadas ao trânsito durante duas horas, assim como as ligações marítimas com a Alemanha e a Suécia.

O encerramento destas ligações provocou graves filas de trânsito perto das pontes para a Suécia e o resto da Dinamarca.

A polícia de Copenhaga anunciou mais tarde no Twitter que todas as ligações tinham sido reabertas.

A TV2, da Dinamarca, diz que um helicóptero policial e equipas com cães foram vistos na autoestrada perto de Roskilde, a 25 quilómetros a oeste de Copenhaga, entre a capital e a ponte Storebaelt, que liga à ilha de Funen.

O aeroporto de Copenhaga continua a funcionar, segundo a sua página na Internet.

Exclusivos