Polícia detém 12 pessoas por "violação por vingança"

Autoridades acreditam que mandaram um homem violar uma rapariga, irmã de um suspeito de violação

A polícia paquistanesa deteve 12 pessoas, incluindo membros de um conselho de aldeia e familiares das vítimas, por mandarem um homem violar uma rapariga em vingança pela violação da sua irmã, disse hoje um agente policial.

Rehmat Ali indicou que as 12 pessoas foram presentes a tribunal, o que permite à polícia investigá-las durante uma semana sem direito a fiança.

Ali contou que, após a violação de uma rapariga de uma aldeia, a família do alegado violador pediu perdão à família da vítima e as duas partes terão acordado reconciliar-se na condição de a irmã do suspeito de estupro ser alvo de uma "violação por vingança".

Estes ataques por vingança, designados "wani", são ainda praticados em algumas zonas rurais do Paquistão, embora sejam proibidos por lei.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG