É médica e tem sete filhos. Quem é a primeira mulher à frente da Comissão Europeia?

Foi a primeira mulher a ocupar o cargo de ministra da Defesa na Alemanha, é uma das vice-presidentes do partido democrata-cristão CDU e o braço direito de Angela Merkel. Tem 60 anos.

Ursula von der Leyen foi hoje indicada pelo Conselho Europeu para presidente da Comissão Europeia. Será a primeira mulher a assumir o cargo desde que foi criado a 8 de outubro de 1958, em Bruxelas.

Ursula Leyen é filha de um antigo funcionário europeu e depois primeiro-ministro da Baixa saxónia e é casada desde 1986 com Heiko von der Leyen, com quem tem sete filhos.

A governante alemã aderiu à CDU em 1990 e envolveu-se na política ativa seis anos depois, na Baixa Saxónia, onde exerceu vários cargos locais e estaduais até ser eleita, em 2004, para o comité de liderança do partido.

A nível federal, o seu primeiro cargo foi, em 2005, de ministra dos Assuntos Sociais no primeiro governo de Ângela Merkel e quatro anos depois foi eleita deputada mas foi reconduzida no cargo dos Assuntos Sociais.

Em 2010, foi eleita vice-presidente da CDU e foi vista durante muitos anos como a possível sucessora de Merkel.

A agora indicada presidente da Comissão Europeia -- tendo ainda que ser aprovada pelo Parlamento Europeu -- integrou o gabinete da chanceler pela primeira vez em 2005 como ministra dos Assuntos Sociais, tendo lutado pelo pagamento de licença parental aos pais que desejam usufruir desse direito.

Conseguiu também introduzir uma quota para mulheres nas administrações das empresas.

Em 2013 assumiu a pasta da Defesa.

Licenciou-se em medicina em 1980, depois de ter desistido do curso de economia, e exerceu a especialidade de ginecologia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG