Pequim elogia cimeira "histórica"

China congratula a assinatura do acordo entre EUA e Coreia do Norte

A China qualificou a cimeira como "histórica" e apelou a uma "desnuclearização total" para ultrapassar as tensões na península coreana.

Trump e Kim "estarem juntos e falarem como iguais tem um significado importante e positivo, e está a criar uma nova história", disse aos jornalistas o chefe da diplomacia chinesa, Wang Yi.

"O cerne da questão nuclear da península [coreana] é a segurança. A parte mais importante e difícil desta questão de segurança para os EUA e a Coreia do Norte é sentarem-se para encontrarem uma forma de resolução através de conversações entre iguais", adiantou Wang Yi, citado pela France Press.

A par da "desnuclearização total", o governante chinês defendeu a necessidade de haver "um mecanismo de paz para a península" capaz de satisfazer as "razoáveis preocupações de segurança" norte-coreanas, acrescentou.

Geng recordou o contributo da China para a resolução da questão norte-coreana, nomeadamente a proposta de "dupla suspensão": o fim das manobras militares dos EUA e da Coreia do Sul na península coreana e, ao mesmo tempo, a paragem dos testes com armamento nuclear por parte da Coreia do Norte.

"A proposta de suspensão por suspensão é a correta e foi concretizada", afirmou Geng, lembrando que Pequim "tem vindo a apelar aos dois lados para que mantenham o diálogo diplomático".

O porta-voz lembrou ainda a importância de os EUA "levarem seriamente e atenderem as preocupações com a segurança da Coreia do Norte".

"A outra parte deve também tomar medidas construtivas", afirmou.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG