Pelo menos um morto e 20 feridos no sismo que atingiu ilha de Java

Entre os feridos estão oito estudantes, atingidos pelo telhado da escola que abateu

O sismo com magnitude de grau 6 na escala de Richter que hoje atingiu a ilha indonésia de Java provocou pelo menos um morto e 20 feridos, incluindo oito estudantes, anunciaram responsáveis locais.

No mais recente balanço oito estudantes ficaram feridos quando o telhado da escola abateu.

De acordo com a agência geológica norte-americana (USGS), o sismo foi localizado a oeste da ilha de Java, a mais populosa da Indonésia, a uma profundidade de 43 quilómetros, com o epicentro a cerca de 153 quilómetros a sudoeste de Jacarta, a capital.

O responsável por uma agência governamental em Serang, a capital da província de Banten, precisou que um aldeão no distrito de Lebak, perto do epicentro, morreu eletrocutado quando a sua casa ruiu.

Mais de 330 edifícios ficaram danificados em Lebak, acrescentou o responsável à cadeia televisiva TVOne.

Entre os edifícios atingidos com gravidade incluem-se um centro de saúde público e uma mesquita.

A Agência Nacional para a Mitigação de Desastres disse, numa declaração, que seis estudantes liceais sofreram ferimentos graves quando abateu o telhado da sua escola na região de Cianjur, oeste de Java.

Dois outros alunos também ficaram feridos mas sem gravidade.

O organismo governamental referiu-se a centenas de edifícios danificados, incluindo diversas mesquitas e hospitais, e anunciou que prossegue o balanço para apurar a extensão dos danos.

O Ministério dos Assuntos Sociais disse ainda que 12 pessoas também ficaram feridas em Bogor, outra área a oeste de Java.

Os edifícios em Jacarta foram abalados durante 10 a 20 segundos e foram emitidas ordens de evacuação, com multidões a juntarem-se nas ruas.

A TVOne exibiu imagens de pânico entre trabalhadores e clientes de um centro comercial no centro de Jacarta.

Testemunhas disseram a esta cadeia televisiva que diversas casas foram atingidas na região de Java ocidental, onde muitas pessoas se refugiaram em zonas mais elevadas devido ao receio de tsunami.

A agência tinha previamente indicado que o sismo não teve o potencial para justificar um alerta de tsunami, que não foi emitido.

A Indonésia, o maior arquipélago do mundo, está localizado no chamado "Anel de Fogo" do Pacífico e sujeita a frequentes terramotos e erupções vulcânicas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG