Onda de calor na Austrália faz termómetros chegar aos 50.º

Na cidade de Marble Bar o termómetro chegou aos 49.4º. E o verão ainda está a começar.

A temperatura chegou aos 49.3º Celsius na cidade de Marble Bar, na Austrália, esta quinta-feira, naquele que terá sido o dia mais quente desde que se começaram a fazer medições no país, em 1901. É que além do recorde atingido em Marble Bar, as temperaturas noutros locais foram também bastante elevadas: 41.6º em Adelaide, 46º em Port Augusta.

A onda de calor já vai no quinto dia e, de acordo com os meteorologistas, as temperaturas vão manter-se acima dos 40º ainda durante o fim de semana e só deverão baixar alguns graus a partir de segunda-feira.

Além da preocupação com a saúde da população, as autoridades alertam ainda para o risco de incêndios, sobretudo no sul, no oeste e na região de Victoria. Neste momento o alerta de incêndio está no nível máximo: catastrófico.

No início de 2018, a Austrália também enfrentou uma onda de calor com a capital, Sidney, a atingir a temperatura de 47,3 graus celsius.

"Este é o rosto das mudanças climáticas", comentou Jean-Pascal van Ypersele, climatólogo belga que integrou o Painel Intergovernamental para as Mudanças Climáticas:

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.