Obama aprova envio de forças especiais para a Síria

Missão envolve menos de 50 conselheiros das Operações Especiais que vão trabalhar com rebeldes moderados.

O Presidente Barack Obama aprovou hoje o envio de um pequeno número de elementos das forças especiais para Síria. A primeira missão dos EUA no terreno desde o início da guerra civil naquele país, em 2011, envolverá menos de 50 conselheiros das Operações Especiais que irão trabalhar diretamente com os rebeldes moderados anti-Assad. Mas a Administração Obama já esclareceu que estas forças especiais não se irão envolver em combate direto.

Esta decisão revela uma mudança na estratégia americana na Síria, onde os Estados Unidos lideram uma coligação internacional que tem bombardeado as posições do Estado Islâmico no país, e no vizinho Iraque, onde o grupo jihadista domina um vasto território.

Durante meses, a Administração Obama resistiu a um maior envolvimento no terreno, rejeitando a ideia de uma nova guerra no Médio Oriente.

Desde o início da guerra civil na Síria, já morreram mais de 250 mil pessoas e milhões tiveram de deixar as suas casas, muitos deles procurando chegar à Europa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG