Porque estão os insectos a desaparecer?

Número de insetos voadores na Alemanha caiu a uma taxa alarmante

O número de insetos voadores na Alemanha tem caído a uma "taxa alarmante" que pode sinalizar perturbações sérias para os ecossistemas e as cadeias alimentares no futuro, alertaram hoje cientistas.

Segundo um estudo, publicado hoje na revista Plos One, investigadores que usaram armadilhas em 63 locais no ocidente alemão registaram um declínio em 76% do volume dos insetos de 1989 para 2016.

As perdas verificadas em pleno verão neste período de 27 anos atingiram os 82%

"O declínio generalizado da biomassa dos insetos é alarmante, tanto mais que as armadilhas foram colocadas em áreas protegidas, que supostamente devem preservar as funções dos ecossistemas e a biodiversidade", realçaram os autores.

A queda na quantidade de insetos voadores na Alemanha foi superior ao declínio geral estimado de 58%, no período entre 1970 e 2012

Os investigadores, conduzidos por Caspar Hallmann, da Universidade holandesa de Nijmegen, afirmaram que era desconhecida a razão de um declínio tão acentuado na Alemanha, mas excluíram as alterações climáticas.

Em alternativa, admitiram que a agricultura intensiva e o uso de pesticidas poderiam partilhar a responsabilidade.

Os autores defenderam mais investigação sobre as possíveis razões do declínio, salientando que os insetos voadores têm um papel importante na polinização de plantas, além de serem uma fonte de alimentação para outras espécies.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG