Novos confrontos em Hamburgo. Há carros da polícia em chamas

Novos confrontos foram hoje registados em Hamburgo, na Alemanha, com manifestantes a incendiarem carros da polícia, informaram as autoridades.

A polícia federal informou, pouco antes das 07:00 (08:00 em Lisboa), sobre uma "operação em curso contra pessoas violentas", que lançaram cocktails Molotov e incendiaram "viaturas de patrulha" no bairro de Altona, perto de uma esquadra da polícia, de acordo com uma mensagem difundida através da rede Twitter.

Segundo as autoridades, são esperados até 100.000 manifestantes em ações à margem da cimeira do G20, marcada hoje pelo primeiro encontro entre os presidentes norte-americano, Donald Trump, e russo, Vladimir Putin.

Os manifestantes pretendem impedir o acesso dos chefes de Estado ao centro de congressos.

Quatro helicópteros da polícia sobrevoavam a zona, constatou um jornalista da agência noticiosa France Presse (AFP), depois de uma noite já marcada por confrontos entre milhares de manifestantes e as forças de segurança, que causou 17 feridos ligeiros, incluindo 15 polícias.

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.