Novo Presidente dissolve parlamento e convoca eleições antecipadas

O novo Presidente da Bulgária, general na reserva Rumen Radev, anunciou hoje a dissolução do parlamento para a próxima sexta-feira e convocou eleições gerais antecipadas, que devem decorrer a 26 de março.

O jurista e ex-presidente do parlamento (2001-2005) Ognyan Gerdzhikov, 70 anos e catedrático de Direito pela universidade de Sófia, vai ocupar o cargo de primeiro-ministro interino até ao escrutínio, divulgou em comunicado a Presidência búlgara.

O conservador populista Boiko Borisov demitiu-se de primeiro-ministro em 14 de novembro, um dia após a derrota na segunda volta das presidenciais da sua correligionária Tsetska Tsacheva. Candidato independente apoiado pelo Partido socialista búlgaro (BSP), Radev foi eleito com 59,37% dos votos.

A Bulgária permanecia em crise institucional, mas com um governo em funções. A legislação do país balcânico impedia a dissolução do parlamento até à tomada de posse de Rumen Radev, um ex-general pró-russo que assumiu funções no sábado.

As últimas sondagens fornecem vantagem ao Cidadãos para o Desenvolvimento Europeu da Bulgária (GERB) -- o partido de Borisov e até agora no poder --, com 32,5% das intenções de voto, uma vantagem de 3% face aos sociais-democratas do BSP.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.