Nova Iorque. Homem com dois bidões de gasolina detido na catedral de St. Patrick

Homem, de 37 anos, já era "conhecido pela polícia"

Um homem, de 37 anos, foi detido quarta-feira depois de entrar na catedral de St. Patrick, em Nova Iorque, com dois bidões de gasolina e isqueiros, anunciou esta quinta-feira a polícia, dias depois do incêndio na catedral de Notre-Dame, em Paris.

O homem, de New Jersey, detido quarta-feira à noite, declarou que se dirigiu para a catedral depois de o seu carro ter ficado sem gasolina, mas as suas respostas foram "inconsistentes e evasivas", segundo o vice-comissário do Departamento de Polícia de Nova Ioque (NYPD,) John Miller.

"Nós não sabemos qual é o seu estado de espírito, qual seria a sua motivação", disse Miller numa conferência de imprensa nos degraus da catedral, uma estrutura neogótica no coração da ilha de Manhattan.

O homem foi confrontado por um segurança que lhe perguntou o que estava a fazer no local e informou que não poderia estar na catedral com aqueles itens, de acordo com a polícia.

"Nesta altura, a gasolina aparentemente vazou pelo chão quando o homem se virou", disse Miller.

Alertados, os agentes de contraterrorismo do NYPD detiveram o homem pós um interrogatório.

"Nós verificámos o veículo. Ele não ficou sem gasolina, então foi detido", disse Miller.

O homem de 37 anos já era "conhecido pela polícia", depois de verificarem os seus antecedentes.

Incidente acontece dias depois do incêndio na catedral de Notre-Dame

A construção da catedral de St. Patrick foi concluída em 1878, melhoramentos foram adicionados ao longo dos anos e uma grande restauração foi concluída em 2015.

Este incidente acontece dias depois do incêndio que deflagrou na Catedral de Norte-Dame.

Um incêndio causou grande estrago na segunda-feira na catedral gótica Notre-Dame de Paris, um dos monumentos mais visitados do mundo.

Investigadores referiram que a causa provável do incêndio foi um acidente acidental, que terá começado na zona onde decorriam remodelações no exterior do edifício.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.