Navios australianos desafiados por Marinha chinesa

Primeiro-Ministro australiano diz que o país tem "direito à liberdade de navegação" em todos os oceanos do mundo

Três navios de guerra australianos - o HMAS Anzac, o HMAS Toowoomba e o HMAS Success - foram "desafiados" pela Marinha chinesa quando navegavam no Mar do Sul da China. As comunicações foram "educadas" mas tensas, de acordo com um oficial em declarações à ABC. Malcolm Turnbull, Primeiro-Ministro da Austrália, não quis revelar pormenores sobre o incidente, mas recordou que o país tem "direito à liberdade de navegação" nos oceanos.

"Tudo o que posso dizer é que a Austrália afirma e pratica o seu direito de liberdade de navegação em todos os oceanos do mundo, incluindo, é claro, o Mar do Sul da China", disse Turnbull, que recordou que este é um "direito internacional".

Segundo o Guardian, o departamento de Defesa australiano confirmou que os três navios viajaram recentemente pelo Mar do Sul da China, mas também não avançou qualquer detalhe sobre o tipo de comunicações que os navios australianos mantiveram com a Marinha chinesa.

O departamento recordou ainda que as Forças Armadas australianas têm realizado "exercícios militares bilaterais e multilaterais, visitas a portos, operações de vigilância marítima e trânsito de navios" em vários países em torno do Mar do Sul da China e que "as embarcações e aeronaves australianas continuarão" a exercer o direito internacional de liberdade de navegação, inclusive no Mar do Sul da China."

A construção de ilhas e instalações militares chinesas no Mar do Sul da China tem causado a preocupação de que Pequim esteja a tentar restringir a livre circulação de navios para assim aumentar o seu alcance estratégico.

Os EUA, diz o Guardian, têm realizado patrulhas de navegação, o que tem aumentado a tensão da China, que já veio dizer que irá proteger a sua soberania.

Os navios da Marinha australiana Anzac, Toowoomba e Success estão numa missão de três meses no sudeste da Ásia, que envolverá exercícios com vários países da região, de acordo com um comunicado do Departamento de Defesa.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.