Mulher de 92 anos morre atropelada por trotineta elétrica em Espanha

Caso ocorreu no passado mês de agosto numa localidade próxima de Barcelona e ganhou destaque em Espanha por ser o primeiro acidente mortal a envolver este meio de transporte

Uma idosa com 92 anos morreu há dias na região de Barcelona, depois de ter sido atropelada em agosto por dois jovens que circulavam numa trotineta elétrica a pouco mais de 30 quilómetros/hora.

Segundo noticia o jornal El País, citando fontes da investigação, trata-se da primeira morte de um peão atropelado em Espanha por uma trotineta elétrica, cuja utilização tem vindo a aumentar significativamente nos grandes espaços urbanos, incluindo a cidade de Lisboa.

A idosa foi internada em estado grave, depois de ter batido violentamente com cabeça no chão devido ao impacto da trotineta e apesar de esta circular a uma velocidade considerada normal para esses veículos elétricos.

O acidente deu-se em agosto numa avenida de Esplugues de Llobregat, localidade próxima de Barcelona.

Os dois jovens vão agora ser alvo de um processo penal, sob a possível acusação de negligência grave por as trotinetas elétricas não estarem abrangidas pelas regras de segurança rodoviária - porque não são qualificadas como veículos a motor.

As autoridades espanholas já admitiram rever a lei de segurança rodoviária para abranger os diferentes tipos de veículos elétricos associados à mobilidade urbana nas grandes cidades.

Há poucos dias, um taxista filmou dois jovens que circulavam numa trotineta elétrica a mais de 80 quilómetros/hora numa avenida de Barcelona - mais do dobro da velocidade normal para uma trotineta.

Este caso, que levou a polícia municipal de Barcelona a abrir uma investigação para identificar os dois adolescentes, revelou que o taxista - ao publicar as imagens nas redes sociais - também circulava com excesso de velocidade num local da cidade onde o limite é de 50 quilómetros/hora.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG