Navios italianos chegam à zona onde está o 'Aquarius' nas próximas horas

Alguns dos 629 migrantes a bordo do navio da SOS Mediterrâneo vão ser transferidos para duas embarcações italianas

Um navio da Guarda Costeira e outro da Marinha de Itália chegam nas próximas horas à zona onde está o navio 'Aquarius' para repartirem entre os três navios os 629 migrantes desde sábado em alto-mar e rumarem a Espanha.

"Nas próximas horas, parte dos migrantes do navio 'Aquarius' será transferida para o navio Dattilo da guarda costeira e um navio da Marinha de Guerra para permitir a transferência das três unidades para a costa de Espanha em condições de máxima segurança possível para as pessoas a bordo", lê-se num comunicado da guarda costeira italiana.

Os navios italianos, que levam a bordo médicos da Ordem de Malta e pessoal humanitário da UNICEF, deverão repartir entre si 500 dos 629 migrantes a bordo do 'Aquarius', precisa o texto.

Operado pela organização não-governamental SOS Mediterrâneo, o 'Aquarius' está a 27 milhas marítimas de Malta desde domingo, quando lhe foi recusada entrada nos portos de Itália e de Malta.

Entre os 629 migrantes a bordo do 'Aquarius' há 123 menores de idade, 11 bebés e sete grávidas

Espanha ofereceu-se na segunda-feira para receber o navio no porto de Valência (leste), mas responsáveis daquelas ONG advertiram que o navio está sobrelotado e os migrantes cansados e fracos para prosseguir dessa forma uma viagem que pode durar até quatro dias em condições meteorológicas adversas.

Entre os 629 migrantes a bordo do 'Aquarius' há 123 menores de idade, 11 bebés e sete grávidas, segundo as ONG.

"O tempo de navegação estimado é de quatro dias", afirmou a guarda costeira.

Exclusivos