Menina de três anos morre por coronavírus na Bélgica

É a vítima mais jovem do país. Sofria de outras patologias

Uma menina de três anos morreu de coronavírus há alguns dias na Bélgica - anunciaram as autoridades de saúde nesta sexta-feira, especificando que a menina sofria de outras patologias. É a vítima mais jovem do país.

"Esta notícia emociona-nos profundamente, como cientistas e como pais", disse Boudewijn Catry, porta-voz das autoridades de saúde da Bélgica, onde se regista um aumento de casos.

A menina tinha "severos" problemas de saúde, mas Catry alertou para a complacência perante pessoas saudáveis ​​e que 85% dos novos casos diagnosticados na semana passada estavam pessoas com menos de 60 anos.

"É verdade que é raro um jovem morrer de covid-19, mas é claro que ninguém está imune", alertou, depois de o número de novas infeções semanais na Bélgica ter aumentado 89%.

A Bélgica já registou 64 847 casos de covid-19 e foi um dos países com as maiores taxas de infeção per capita durante o pico da crise pandémica na Europa.

As autoridades pareciam ter controlado o surto, mas na semana passada foram internadas 15 pessoas por, contra as 10 da semana anterior.

As mortes aumentaram para uma média de 2,9 por dia, face a 1,7 por dia na semana anterior.

Esta quinta-feira, a primeira-ministra Sophie Wilmes anunciou regras mais rígidas sobre o uso de máscaras em locais públicos e adiou os planos para facilitar ainda mais as medidas de confinamento no próximo mês.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG