Massa de ar do Ártico gela EUA e Canadá. Queda de neve bate recordes

Ano Novo em Nova Iorque deve ser um dos mais frios desde 1907. Em Ontário mau tempo prolonga-se por janeiro

Uma massa de ar frio vinda do Ártico deixou grande parte do nordeste e centro-oeste dos Estados, bem como regiões do Canadá, literalmente geladas, com os meteorologistas a avisarem que as baixas temperaturas podem prolongar-se até ao principio do ano.

Um dos principais locais de festejos do Ano Novo nos Estados Unidos é a Times Square, em Nova Iorque, onde se juntam centenas de milhares de pessoas. Diz-se que a queda da bola desta passagem de ano naquela praça será a terceira mais fria de sempre desde que esta tradição teve início em 1907.

O serviço de meteorologia aponta que as temperaturas poderão descer até aos 12 graus centigrados negativos, um valor bem abaixo da média. "Está mesmo frio, mas eu adoro. Parece que os meus dedos vão partir-se, mas está tudo bem", dizia ontem em Times Square Tashena Eason, uma enfermeira de 28 anos, vinda da Florida, um dos poucos Estados norte-americanos que escaparam a esta vaga de frio. Os festejos de Ano Novo em cidades como Mineápolis e Chicago também prometem ser mais gelado que o normal, com previsões de 25 graus negativos na primeira e 26 na segunda.

Tioga, no Dakota do Norte, não muito longe da fronteira com o Canadá, foi muito provavelmente o local mais frio nos Estados Unidos na quinta-feira à noite, com os termómetros a registarem 26 graus negativos. O Serviço Nacional de Meteorologia lançou um alerta de temperaturas a rondar os 12 graus negativos na região que compreende Nova Inglaterra, o norte da Pensilvânia e Nova Iorque. Para o norte do Estado de Nova Iorque, a leste do Lago Ontário, o aviso era de "perigosos" ventos frios e temperaturas que poderiam variar entre os 20 e os 34 graus negativos durante o dia de ontem.

Erie, uma cidade de cerca de 100 mil pessoas nas margens do Lago Erie no nordeste da Pensilvânia, estava ontem a preparar-se para mais tempestades, que poderiam trazer consigo mais 25 centímetros de neve. Esta cidade já se encontrava "enterrada" sob um manto de neve de 1,65 metros, um recorde já com 59 anos causado por uma tempestade no início da semana - em 1958, o manto de neve tinha-se ficado pelos 1,1 metros. "Eles estão habituados a neve nesta parte do Estado, mas tanta neve em tão pouco tempo não tem precedentes", desabafou Zach Sefcovic, do Serviço Nacional de Meteorologia em Cleveland.

Donald Trump disse na quinta-feira que os Estados Unidos podiam usar "um pouco" do aquecimento global para combater as baixas temperaturas esperadas para o final do ano. "No leste, pode ser a noite de fim de ano mais fria registada. Talvez pudéssemos usar um pouco desse bom velho aquecimento global que o nosso país, não os outros, ia pagar biliões de dólares para combater. Agasalhem-se!", escreveu no Twitter.

Com esta mensagem sobre a vaga do frio, Trump revive a polémica que criou em torno do aquecimento global, cuja existência negou, alegando que era uma criação da China para prejudicar a indústria norte-americana. Em junho, o republicano retirou os Estados Unidos do Acordo de Paris, uma controversa decisão que deixou o país como o único do mundo fora deste tratado sobre alterações climáticas.

O Canadá está habituado às baixas temperaturas, mas esta massa de ar vinda do Ártico já levou as autoridades a proibir a patinagem no gelo no exterior, com receio de que as pessoas congelem. Moradores das zonas mais frias em Alberta e Saskatchewan falavam ontem em vidros de janelas rachados devido ao frio. Muitas cidades canadianas estavam a lançar ontem alertas de frio extremo, numa altura em que as previsões apontavam para uma descida das temperaturas até aos 20 ou 30 graus negativos.

Tal como nos Estados Unidos, no Canadá prevê-se que este cenário se prolongue até ao Ano Novo. Exceção para a região de Ontário, onde a situação deverá prolongar-se durante janeiro. "O que torna este frio tão impressionante é o quão expansivo é e o quanto tempo irá durar", apontou um meteorologista canadiano.

Exclusivos