Manifestantes derrubam estátua de traficante de escravos (com vídeo)

Edward Colston foi patrono da Cidade de Bristol, depois de fazer fortuna a levar africanos para trabalhar na América há mais de 200 anos. Este domingo vários manifestantes vandalizaram a estátua em Bristol.

Manifestantes derrubaram neste domingo uma estátua de Edward Colston, um comerciante de Bristol que fez fortuna com o tráfico de escravos africanos para a América. A estátua de bronze foi erguida em 1895 e causava controvérsia nos últimos anos na cidade inglesa, um vez que Colston financiou escolas, hospitais e igrejas em Bristol, Londres e em outros lugares.

A estátua foi derrubada e atirada para o Rio Avon entre aplausos da multidão durante a segunda marcha realizada na cidade inglesa no âmbito dos protestos BlackLivesMatter, que se realizam um pouco por todo o mundo depois da morte de George Floyd sob custódia policial.

As manifestações anti-racismo também saíram à rua em Londres. Milhares de pessoas protestaram pelo segundo dia consecutivo contra a brutalidade policial e o racismo. Alguns usavam máscaras de proteção contra a covid-19 com o slogan "racismo é um vírus".

O protesto deste domingo em Londres foi pacífico, as pessoas bateram palmas, ajoelharam-se apenas numa perna - gesto celebrizado por Colin Kapernick em 2016 - e agitaram cartazes, enquanto gritavam o nome de George Floyd e lembraram que "o Reino Unido não é inocente".

As manifestações aconteceram em todo o mundo este fim de semana, incluindo em Portugal, onde, em Lisboa, se juntaram cerca de seis mil pessoas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG