Maioria dos escoceses é agora a favor da independência

Quase cinco anos depois da vitória do "não" no referendo sobre a independência da Escócia, uma sondagem revela que uma maioria dos escoceses votaria agora "sim".

A maioria dos eleitores escoceses votariam agora a favor da independência da Escócia, segundo uma nova sondagem da Lord Ashcroft Polls publicada no site Conservative Home e na Holyrood Magazine.

Questionados sobre como votariam num referendo sobre a independência, 46% dos 1019 inquiridos disseram que votariam a favor, enquanto 43% disseram que votariam contra. Excluindo os que disseram que não sabiam ou que não votariam, isso significa 52% a favor do "sim" e 48% para o "não".

Esta é a primeira sondagem a dar a vitória ao "sim" à independência desde março de 2017. Foi feita depois da visita do novo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, a Edimburgo, na semana passada.

Em setembro de 2014, os escoceses rejeitaram a independência por 55% contra 45%, mas o Brexit fez com que voltasse a falar-se de um novo referendo. A maioria dos escoceses votaram contra a saída da União Europeia em 2016.

O Partido Nacionalista Escocês (SNP, na sigla em inglês), que está à frente do governo da Escócia, diz que um segundo referendo se justifica, visto que o país está a ser arrastado para fora da União Europeia sem o seu consentimento. Além disso, a líder do governo, Nicola Sturgeon, defende que em 2014, quando votaram contra a independência, os escoceses fizeram-no por receio de saírem precisamente da UE.

"Esta é uma sondagem fenomenal para o movimento independentista, mostrando que mais e mais pessoas acham que é tempo de a Escócia tomar as suas próprias decisões e moltar o nosso próprio futuro como uma nação justa, próspera e aberta ao mundo", disse a líder escocesa, citada pelo jornal The Scotsman.

. "A independência significa ter um governo que as pessoas votaram na Escócia, que actue de acordo com os nossos interesses. Isso está em contraste com a recente experiência de governos do Reino Unido, incapazes ou sem vontade de agir com os nossos interesses em mente", acrescentou.

Na sondagem de Lord Ashcroft, um conservador que é contra a liderança de Boris Johnson, 47% dos inquiridos disseram ser a favor de outro referendo sobre a independência no espaço de dois anos, enquanto 45% disseram que não. A maioria dos que são contra são conservadores, entquando a maioria que são a favor pertencem ao SNP.

Questionados sobre qual acreditam que seria o resultado do referendo (independentemente da escolha que possam fazer), 52% disseram acreditar que a Escócia votaria para ser independente, enquanto 30% disseram que não.

Exclusivos