Luaty Beirão voltou à greve de fome

Ativista luso-angolano terá sido transferido de estabelecimento prisional contra a sua vontade

Ativista Luaty Beirão terá iniciado esta quinta-feira uma greve de fome: recusa-se a comer, a receber a família e estará deitado no chão da cela sem roupa, em protesto por ter sido levado para o Hospital Prisão São Paulo.

As informações são avançadas na página oficial de Facebook do rapper luso-angolano, que explica que no passado dia 3 de maio, "os serviços prisionais levaram alguns dos ativistas (...) para o Hospital Prisão São Paulo, ficando Nelson Dibango, Luaty Beirão, Albano Bingo Bingo e Dago Intelecto (este último condenado sumariamente a 8 meses de prisão efetiva por proferir que o julgamento é uma palhaçada)" na Comarca de Viana.

No Hospital Prisão, terão sido feitas alterações no sentido de melhorar as condições para os reclusos, mas Luaty, segundo o texto, "foi o primeiro a reprovar esta ação" e recusou a transferência, que acabou por acontecer ontem, quarta-feira, dia 4 de maio. "Eu não quero ir para um sítio, só porque supostamente tem melhores condições para nós, quando a maior parte dos reclusos vive encarcerado com condições precárias" disse o ativista.

Hoje, quinta-feira, "Luaty iniciou um protesto de nudez, silêncio e fome, recusando-se receber a família e receber a comida da família", adianta a nota no Facebook. "Não aceitou receber a comida e está deitado no chão. Não sabemos de mais pormenores", terá revelado fonte da família.

Recorde-se que Luaty Beirão foi condenado a cinco anos e seis meses de cadeia, acusado, com mais 16 ativistas, de "atos preparatórios de rebelião".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG