Líder da oposição agradece ao Supremo investigação contra si

"Agradeço isso porque me dará a oportunidade de provar o absurdo dessas denúncias", disse Aécio Neves

O senador Aécio Neves, líder da oposição brasileira, "agradeceu" hoje ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela autorização de abertura de inquérito contra si, por alegada responsabilidade nos desvios na petrolífera estatal Petrobras.

"É natural e eu agradeço isso porque me dará a oportunidade de provar o absurdo dessas denúncias, como aconteceram no passado com as mesmas denúncias que já foram arquivadas pelo menos duas vezes", disse o candidato derrotado por Dilma Rousseff na segunda volta das presidenciais de 2014, citado pela imprensa brasileira.

As declarações foram proferidas depois da votação no Senado que aprovou o afastamento da Presidente Dilma Rousseff.

O caso contra o líder da oposição surge na sequência da denúncia do senador Delcídio do Amaral, antigo porta-voz do Governo na câmara alta do Congresso, detido em dezembro passado, no âmbito da investigação do escândalo de corrupção na Petrobras, conhecida como Lava Jato.

Delcídio do Amaral chegou a acordo para colaborar na investigação e conseguir uma redução na sua pena, em troca de denúncias dos cúmplices.

O Ministério Público quer saber se Aécio Neves recebeu dinheiro desviado da empresa estatal Furnas Centrales Elétricas, como afirmou Delcídio do Amaral.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG