Justiça belga vai pedir extradição de argelino detido em Itália

Djamal Eddine Ouali irá ser extraditado para a Bélgica, por fornecer documentação falsa aos presumíveis autores dos atentados de Paris

A justiça belga vai pedir a entrega do argelino detido no sábado, em Itália, sobre quem pendia um mandado de captura das autoridades belgas, por fazer parte de uma rede de falsificação de documentos.

O Ministério Público de Bruxelas anunciou no domingo, em declarações à Agência Belga, que irá pedir a extradição de Djamal Eddine Ouali para a Bélgica, por fornecer documentação falsa aos presumíveis autores dos atentados de Paris, entre estes Salah Abdeslam, que foi detido no dia 18, em Molenbeek.

A investigação irá ainda permitir perceber se este homem de 40 anos também forneceu documentos falsos aos autores do duplo atentado de terça-feira em Bruxelas.

De acordo com os meios de comunicação social belga, Djamal Eddine Ouali optou pelo direito de se manter em silêncio, quando foi interrogado.

Exclusivos