Irmã de Luaty Beirão confirma greve de fome, silêncio e regime de nudez

O ativista luso-angolano, condenado a 28 de março por oposição ao regime, foi transferido para outra prisão contra a sua vontade

O ativista luso-angolano Luaty Beirão está em greve de fome, em silêncio e no regime de nudez como forma de protesto contra a transferência do local de detenção, disse hoje à agência Lusa, em Lisboa, a sua irmã.

Serena Mancini disse que o irmão não queria ser transferido, uma vez que tencionava denunciar várias ilegalidades e violações dos direitos humanos na prisão onde estava detido, na comarca de Viana, em Angola.

Na página do Facebook do 'rapper' luso-angolano foi colocada hoje uma mensagem indicar o início de uma nova greve de fome.

Luaty Beirão, um dos rostos mais visíveis na contestação ao regime do presidente angolano, José Eduardo dos Santos, foi condenado a 28 de março a uma pena total de cinco anos e meio de cadeia, que começou a cumprir no mesmo dia, por decisão do tribunal, apesar dos recursos da defesa.

Ao todo, dos 17 ativistas condenados neste processo por atos preparatórios para uma rebelião e associação de malfeitores, e a cumprirem pena, 12 foram concentrados nos últimos dias - processo concluído na quarta-feira - no Hospital-Prisão de São Paulo, em Luanda.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG