Iraque anuncia início de ofensiva para recuperar Hawija ao Estado Islâmico

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, anunciou hoje o início da ofensiva para retomar o controlo de Hawija, no norte do país, na província de Kirkuk, um dos dois últimos bastiões do grupo extremista Estado Islâmico no país.

"No início de um novo dia, anunciamos o lançamento da primeira etapa da libertação de Hawija, confrome o nosso compromisso para com o nosso povo de libertar todo o território iraquiano e de eliminar os gangues que apoiam o terror", afirmou em comunicado.

O EI controla a cidade de Hawija, a cerca de 240 quilómetros da capital iraquiana, e outras localidades na zona oeste do Iraque, já perto da Síria.

O anúncio chega apenas dois dias depois de as forças iraquianas terem iniciado uma ofensiva contra o Estado Islâmico na província de Anbar.

As forças iraquianas libertaram em 16 de setembro a cidade de Akashat, a oeste do Iraque, tomada pelo grupo extremista e que fica próxima de um dos bastiões na fronteira com a Síria, Al Qaim.

No final de agosto, o primeiro-ministro iraquiano anunciou que a cidade de Tal Afar, no norte do país, foi libertada do controlo do Estado Islâmico, após doze dias de combates contra o grupo.

O primeiro-ministro esclareceu que, com a libertação de Tal Afar, toda a província de Nineveh - a primeira área capturada por militantes do EI em 2014 - está nas mãos de tropas governamentais.

A comarca de Tal Afar, onde vivem cerca de 50.000 pessoas, era o último bastião do EI na província de Nineveh.

Mossul, a capital dessa região, foi libertada numa ofensiva que terminou no passado mês de julho.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG