Sismo de magnitude 7,2 fez pelo menos 65 mortos no Irão e Iraque

O sismo foi registado às 18:18 de Lisboa na fronteira entre o Iraque e o Irão

Pelo menos 65 pessoas morreram no sismo de magnitude 7,2 na escala de Richter que atingiu este domingo o Iraque e o Irão. O epicentro localizou-se a nordeste da capital Bagdad, muito perto da fronteira com o Irão, segundo informação dos serviços geológicos norte-americanos.

No Irão, na cidade fronteiriça de Qasr-e Shirin, pelo menos 61 pessoas morreram, e há "muitos feridos" na região, segundo a agência iraniana Fars News.

Outras quatro pessoas morreram no Curdistão iraquiano, de acordo com o ministro da Saúde da região.

O terramoto de intensidade 7,2 na escala de Richter sentiu-se também na cidade de Kirkuk, danificando habitações e obrigando os habitantes a saírem dos edifícios.

Habitantes de várias províncias iraquianas contactadas pela agência Efe contaram que o terramoto se sentiu durante vários minutos, mas ainda não há informações oficiais sobre a extensão dos danos.

A agência de notícias do Kuwait divulgou que o terramoto também se fez sentir naquele país do Golfo Pérsico, mas com intensidade menor, entre 4 e 5 na escala de Richter.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, o sismo foi registado às 18:18 de Lisboa na fronteira entre o Iraque e o Irão, a uma profundidade de 33,9 quilómetros.

O Irão situa-se numa zona sísmica onde ocorrem sismos quase diariamente. Em 2003, um sismo de magnitude 6,6 arrasou a cidade histórica de Bam, matando 26.000 pessoas.

Com Lusa e Reuters???????

Exclusivos